“Quanto custa?”

IMG_6654

Hoje eu fui fazer uma compra em uma das lojas mais adoradas pelos decoradores e amantes de design interior: a Tok&Stok. Para mim, entrar naquela loja é como mergulhar em ‘sonhos de consumo’, e o melhor é que seu sonho acaba sendo palpável, em cada um daqueles estandes já montados, de sala, cozinha, quarto. Creio que muitos de nós moraríamos facilmente naquela loja não é mesmo? Ou, até já fingimos morar por alguns segundos nela, antes que fossemos pegos em flagrante pelo vendedor rs.

Entretanto, convenhamos que esse sonho de consumo tem um preço bem salgadinho. Pequenos objetos podem custar mais do que o sofá da sua casa. Como eu sou uma pessoa que parece ser atraída, justamente, pelo o que é mais caro, acabei me adaptando (ou acho que já virou um instinto), a procurar coisas bonitas, modernas e, principalmente, que caibam no meu bolso, ou no bolso de quem vai pagar pra mim, no caso, meu pai.

Meu primeiro princípio em relação ao dinheiro é nunca gastar mais do que tenho ou, do que seja possível pagar. Afinal, tem muita gente por aí, comprando o que não gosta, gastando o que não tem, para impressionar quem odeia.

Foi então, que dentro dessa maravilhosa loja, achei minha tãaaao sonhada luminária amarela e, a um preço mega acessível!  Tão acessível, que meu pai pediu pra eu voltar na loja e comprar para o quarto dele também.

Foi aí, que me deu um estalo e cai numa reflexão, à qual quero compartilhar com vocês. Quantas vezes nós não desejamos tanto comprar algo e fomos paralisados ao ouvir o preço do nosso objeto de consumo? Ou, quantas viagens já deixamos de fazer, só por olhar o preço do pacote de viagem? Basta perguntar: ”Quanto custa?”, para desistirmos da compra na mesma hora. Isso revela que, pra nós, o maior valor está no dinheiro. Ele é a prioridade na vida de muitas pessoas. Assim como, ele também pode ser o limitante na vida de outras.

Então, eu fiquei pensando… O certo não seria nós entrarmos na loja, pegarmos o que desejamos e dizer pro vendedor: “Não me interessa quanto custa, eu vou pagar o valor dessa peça.”?

Foi exatamente isso que Jesus fez conosco. Ele olhou para o Pai e disse: “Quanto ele vale?”. E Deus disse: “Ah Filho, essa pessoa não tem um valor muito grande, porque ela trai seu cônjuge; ela sempre rouba dinheiro da empresa. Eu queria que ela tivesse um valor maior, mas ela mesma se rende às drogas e às más companhias; ela mesma abaixa o seu valor.”.

Então, Jesus, que veio para trazer o valor do Céu na Terra, olhou para cada um de nós com compaixão e amor eterno, e disse: ”Pai, não precisa falar o quanto ela custa, pois não me interessa. Eu olho para essa pessoa e vejo o valor que ela tem. Estou disposto a pagar um alto preço. Estou disposto, custe o que custar! Nem que custe a minha própria vida…”.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.”

 João 3.16,17

Anúncios

3 respostas em ““Quanto custa?”

  1. Ameiiii o texto, a sensibilidade de falar sobre valores de uma maneira simples. Quanto a luminiaria, tenho certeza que foi um ótimo investimento e valeu a espera. Afinal, essa luminária amarela é lindaaaaa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s