1ª Queda de Cabelos

DSCF2077

Depois de sofrer 3 quedas de cabelo, acho que já pude experimentar diversas sensações: a ansiedade da 1ª queda, a força para enfrentar a 2ª, e o desejo de que a 3ª não acontecesse.

Perder os cabelos pode parecer como perder partes de si mesma. O maior medo está muito mais profundo do que o simples fato da vaidade, mas a dor está mais ligada à visão que temos de nós mesmos. Muitas mulheres têm toda a sua confiança firmada nas raízes de seus cabelos. Apesar de todas terem uma luta intensa com suas madeixas, ou seja, as lisas desejam ser onduladas, as ruivas desejam ser morenas, as morenas desejam ser loiras, as curtas desejam ser longas, e por aí vai… Mas, a maior frustração pode ser perder esse pedacinho de conflito capilar e se deparar diante do espelho e dizer: ”E agora? Com que brigar?”; e tudo o que o espelho te diz é “Aceite!”. Nada mais… Ele não entra em detalhes, ele não te diz o quão linda você é, ele não revela o seu interior. Tudo o que ele pode mostrar é a bela carcaça que somos.

Um pouco trágico não? Mas, é a pura realidade!

Mas, nós, vaidosas como somos, podemos achar rapidinho motivos para implicar: a boca fina demais, os olhos grandes demais, as espinhas indesejadas, o nariz ‘gritante’, enfim, é neste momento que vemos que não aprendemos nada! Afinal, se perdemos o cabelo é para aprender algo com isso. Se temos a boca carnuda demais é para aprendermos com isso. Se temos um nariz exuberante é para aprendermos com isso.

O aprendizado pode ser muito mais profundo que a aparência, ele está em, finalmente, aprender a se AMAR, se aceitar! Não esperar elogios, mas aprender a valorizar tudo o que você tem!

Quantas são as mulheres (e os homens também!), que se arrumam esperando um elogio? Esperando receber um olhar diferenciado? Quantas são as pessoas que investem tanto em seu exterior, mas o seu próprio ser não é capaz de elogiar a si mesmo?

Inúmeras! Incontáveis!

E, é neste momento que o ditado lhe cai bem:

“Por fora, bela viola; por dentro, pão bolorento!”

Tenho certeza que você é uma pessoa que se cuida. Que faz o máximo para estar bem. SE NÃO, comece a fazê-lo, pois isso te ajudará a ver quão bela(o) é.

Mas, como está o nível de elogios que você mesmo faz a si próprio? Zero? Não digo elogios físicos apenas, mas em sua conduta, em suas escolhas, em suas atitudes…o quão você tem se orgulhado de si mesmo?

O dia em que perdi meus cabelos pela 1ª vez foi como se eu começasse a ver que existia um ‘eu’ guardado, pronto para viver e florescer! Existiam partes em mim mesma que a cabeleira escondia. Existiam sombras em meu caráter que eu passei a conhecer.

Foto0642Foto0641Foto0648familia linda 2


  Perder os cabelos pode significar receber nova vida!! Perder algo te faz olhar de forma diferente para a situação.

Eu seria hipócrita em dizer que não há dor neste momento, que não há uma sensação de perda muito maior do que simples cabelos. Há a dúvida sobre se permaneceremos a mesma pessoa. Há uma insegurança em relação ao que nos tornaremos a partir disso. Mas, da minha experiência, e de todos que superaram esse momento, tenho certeza que podemos dizer que foi algo maravilhoso que nos transforma por inteiro e, da fraqueza, gera força em nós!

“Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.”

2 Coríntios 12:10

Revele sua fraqueza, e Deus revelará a força dele em você!

Abraço fooooorte pessoal!

Anúncios

Uma resposta em “1ª Queda de Cabelos

  1. Pingback: Diário de um Transplante: Dia 19 | Sonia Niara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s