Diário de um Transplante: Dia 7

08 de setembro de 2014, próximo às 3 horas da madrugada.

reflexao_da_madrugada

 Você tem medo de acordar de madrugada? Tem medo de abrir os olhos no escuro? E se, em meio ao silêncio da noite, ouvir um barulho na cozinha?

Muitos de nós temos esse medo; sentimos aflição ao acordar na madrugada. Não é à toa que a mídia explora até mesmo nossos medos para fazer rios de dinheiro; e dessa forma cria inúmeros contextos de filmes de terror que, coincidentemente, acontecem em plena madrugada.

E para piorar, nós mesmos alimentamos nosso medo assistindo essas cenas de arrepiar, cedendo à curiosidade pelo mundo obscuro. Ou, mesmo que sejamos daqueles que fugimos de todo esse contexto ‘assustador’; assistimos, lemos ou ouvimos coisas que não alimentam, em nós, a fé e a coragem.

Ou seja, mesmo que não alimentemos o medo, nós também não o mandamos embora da nossa mente, de mala e cuia!

1370208419

Por que estou falando isso tudo?

Porque na madrugada do dia 08 de setembro, foi uma das madrugadas mais difíceis que passei durante a internação. Em meio ao sono embriagado por medicamentos, eu me lembro de acordar com meus próprios gemidos de dor. A mente era envolvida por pesadelos e imagens que eu nunca havia visto antes. Parecia que eu era acordada por mãos invisíveis, a cada 10 minutos.

Não convém no momento entrar a fundo sobre o que realmente estava acontecendo, mas acredite você ou não, hospital é um local sobrecarregado, e somente por meio da oração, somos protegidos e guardados por Deus.

E foi nesta madrugada que eu vi o efeito de ter alimentado o meu coração e a minha mente com algo realmente substancial por todo este tempo, algo que realmente fosse um consolo em meio ao medo, a insegurança, a aflição, etc…

Se eu assistisse filmes, seriados, novelas o dia todo, qual cena deles poderia acalmar meu coração?

Se eu lesse livros de autoajuda, qual das milhões de dicas e sugestões eu poderia utilizar para me manter calma? Talvez respirar lentamente? Mas como, se me faltava o fôlego?

Se eu ouvisse músicas que falam de romance, quem poderia me trazer segurança e me abraçar me trazendo paz?

Em meio à sensações estranhas, pesadelos, coração saindo pela boca e, para piorar, tudo o que eu enxergava não passava de sombras na parede, quem poderia me acalmar; me trazer paz; aliviar minha respiração e desacelerar as batidas do coração?

Somente DEUS.

Aí você me pergunta: “Como sentir um Deus invisível? Como ouvir ele falar sem achar que é a minha própria mente e emoção?”

E foi nesta madrugada que eu vi, mais forte do que antes, o poder da Palavra de Deus escrita na Bíblia.

TecnoFator-biblia

O Senhor é refúgio para os oprimidos, uma torre segura na hora da adversidade.
Os que conhecem o teu nome confiam em ti, pois tu, Senhor, jamais abandonas os que te buscam.
Salmos 9:9-10

Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu a minha voz; meu grito chegou à sua presença, aos seus ouvidos.
Salmos 18:6

Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.
Salmos 23:4-5

Fica a dica: Alimente sua mente com o que realmente poderá te socorrer! Alimente a sua vida pela Palavra do Deus que não abandona! Entregue sua vida nas mãos daquele que pode te proteger!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s